Minha volta ao Tantra

Eu tive ano passado uma experiência com a massagem tântrica diferente. Se você quiser ver sobre minha primeira aqui está o artigo. Na época eu abordei a relação do tantra com sua energia vital e criativa e o uso da energia sexual para diferentes áreas da sua vida.

Os benefícios do tantra a curto, médio e longo prazo são gigantes. A prática melhora sua relação com seu corpo, sua pele e sua energia. Você cria uma intimidade melhor com você mesmo e as pessoas com quem você tem se relaciona. Além disso você se torna uma pessoa mais livre e lida melhor com diferentes pessoas.

Nessa vivência que eu tive com o tantra algumas coisas ficaram muito fortes para mim e me ensinaram muito sobre empoderamento.

Uma Visão diferente do Problema de Gênero

Não são só as mulheres que estão vivendo um momento de ruptura. Os homens estão sem saber para onde ir, como ter contato consigo mesmos e muito menos com uma mulher. Isso é visível principalmente no Brasil onde as mães criam os filhos para ser o INSS pessoal delas.

Algo que uma terapeuta me falou é que ficou na minha cabeça. Os homens também são abusados na infância e na adolescência. A diferença é que eles são abusados na sua capacidade de tomar decisões por conta própria. O homem não descobre sua sexualidade por conta própria. Ele é treinado para querer todas, enquanto as mulheres são treinadas para escolher. Isso dificulta do cara fazer uma escolha mais ponderada de com quem se relacionar. Nas mulheres isso se manifesta no medo de ser julgada, e acaba dificultando as relações dela.

As pessoas têm o hábito de falar que o homem está sempre querendo a mulher bonita e só pensa em sexo, qual foi o estudo científico que provou isso? A gente inventa na nossa cabeça que o homem precisa ser rico, ter muitos status e que a mulher não gosta de sexo.

Um bom exemplo é o hábito de alguns pais no Brasil têm de levar os filhos para “aprenderem” com prostitutas? Ou a multibilionária indústria pornô. Que tipo de relação entre o homem e a própria sexualidade essas práticas criam?

Eu trabalho com homens há mais de oito anos e o que mais vejo nos relacionamentos de hoje são mulheres apontando o dedo e dando ordens enquanto o homem tenta nutrir o relacionamento de forma irracional. “Está bom amor, o que eu faço? ”. Isso não é errado, mas essa não é a verdadeira polaridade masculina. É isso tem atrapalhado vários relacionamentos.

Dinâmicas e Sensações Surreais

O curso de tantra que eu participei foi dividido em quatro áreas principais.

O primeiro dia é dedicado a dinâmicas que focam em fazer você se soltar. Eu lembro que em uma das meditações ativas de Osho eu quis tirar minha camisa, mas não estava conseguindo e isso me fez rasgar minha blusa de tão poderosa que foi minha experiência.

Depois disso teve o TRATAK, um exercício também conhecido como Transfiguração, pois a pessoa muda de forma na sua frente pelos efeitos de ficar sem piscar e a forma que os olhos começam a lacrimejar.

A massagem sensitive me lembrou muito da Imersão BOSS, e uma massagem bem leve e devagar, com as pontas dos dedos para ativar a sensibilidade do corpo humano que te faz se sentir diferente.

E no segundo dia a massagem tântrica completa que faz as coisas pegar fogo. Primeiro os homens faziam nas mulheres, e a experiência é bem surreal. Eu ouvia vários gemidos e descobri que a vagina é algo bem mais complexo do que eu imaginava.

E depois é a vez dos homens receberem a massagem. Antes tem todo relaxamento e todo trabalho que nos faz liberar os chacras. Depois eles falam para não se preocupar em ejacular e simplesmente aproveitar. A partir do momento que eu fiz isso eu senti sensações que eu nunca tive fazendo sexo.

Depois de doze horas fazendo massagens, recebendo massagens e várias dinâmicas e as dez horas da noite de domingo eu ainda estava com muita energia.

Foi uma experiência incrível que eu indico fortemente, pois além de te dar superpoderes lhe dá conhecimento sobre seu corpo. Esse curso foi ministrado pela Jayanti Prem, do Centro Shaktis de Tantra.