Primeiramente, resistência mental requer sacrifício. Sair da sua zona de conforto e ultrapassar os seus limites não é fácil, mas é extremamente necessário para a sua evolução. É a habilidade de performar em um nível diferenciado quando os problemas começam a chegar, não permitindo que a situação, qualquer que seja ela, te derrube.

Controle sua mente ou ela irá te controlar

Quando nós não controlamos nossa mente, aceitamos tudo que já foi pré-programado em nossos cérebros. Perceba, raramente nós escolhemos como iremos agir, simplesmente fazemos e lidamos com as consequencias depois. Esse tem sido o padrão em diversas áreas da vida. E isso é extremamente perigoso.

Por exemplo, se o seu padrão mental para momentos  de alta pressão é o medo, ansiedade ou extrema excitação, é porque algum dia você aprendeu que isso funciona pra você.  Essa obviamente não é uma estratégia muito inteligente, e a partir do momento em que você aceita isso como parte da sua pré-programação, se agarra a ela sem nem perceber.

Uma vez que você aceita isso, essa se torna sua reação padrão para diversos momentos. Então, se você deseja aumentar sua resistência mental, precisará fazer uma reprogramação no seu cérebro. Sabe aquela voz baixinha que duvida de você e te critica? Elimine ela de uma vez por todas!

Está tudo na sua cabeça

A maioria dos ensinamentos sobre resistência mental gostam de dividí-la em várias áreas com subcategorias. E apesar de fazer sentindo cientificamente falando, torna-se mais difícil atacar a raíz do problema. Então, para se tornar mais natural e fácil, separei oito técnicas principais que podem te ajudar muito:

  1. Seja verdadeiramente positivo

É muito fácil se perder e deixar que aquela voz em sua cabeça acabe com o seu dia, mas isso não vai te ajudar em nada. Quando perceber que ela está começando a despertar, dê uma bela martelada na cabeça dela e comprometa-se a pensar positivo toda vez que ela estiver prestes a surgir.

Tire seu foco das coisas negativas, por maiores que elas sejam, e canalize sua energia apenas para o que pode te acrescentar algo.

  1. Foque no que você pode controlar

Esteja presente no momento e deixe o “destino” seguir o seu caminho. Foque apenas naquilo que você pode controlar: sua maneira de pensar e suas atitudes.

  1. Mantenha seu nível emocional estável

Alguns de nós oscilam muito facilmente entre estar bem e estar mal. E quanto mais isso acontece, maior a tendência a ficar muito animado ou muito frustrado pelas situações. Isso te coloca em uma péssima posição para conseguir agir de forma consistente.

O truque é se distanciar um pouco das situações e analisar por outro ângulo. Assim não será levado por uma maré emocional. Mas, não foque apenas em não ficar muito frustrado, aprenda a não ficar muito animado também, pois isso pode atrapalhar bastante. Visualize que esteja permanecendo calmo e indiferente, mesmo nas situações mais intensas. Aja como se você estivesse nessas situações centenas de vezes, e, eventualmente, você se sentirá no controle.

  1. Aproveite os grandes momentos

Essa é uma boa técnica para transformar momentos estressantes e ruins em momentos de grande aprendizado e diversão.

Quando estiver passando por uma situação ruim, abrace ela com toda sua força. Analise cada detalhe dessa situação, quais sentimentos ela te causou e que tipo de desconforto ela te proporcionou. Da próxima vez que isso acontecer, você poderá olhar com outros olhos. Saberá exatamente como agir e ainda dará uma boa risada ao agradecer por já ter passado por isso antes, e felizmente, estar tão bem preparado.

  1. Uma mente preparada é uma mente confiante

Já foi dito que a autoconfiança é “A sua capacidade de influenciar o mundo ao seu redor”.

A prática leva a perfeição. E todo o suor e o sacrifício representam um preço que você paga para que possa ser vitorioso. Então treine a sua mente. Deixe ela alinhada para que funcione no mais alto nível de consciência. Onde nada ao redor te afeta, pois você tem o controle.

  1. Esqueça como você pode estar parecendo

Muitas vezes nós pensamos no que os outros estão achando de nós. Mas dane-se! Quando você começa a filtrar e eliminar tudo ao seu redor que não te agrega em nada, o jogo vira. A partir daí, você não estará mais procurando validação dos outros e algo para inflar o seu ego. Você estará fazendo por si mesmo e pronto, e é esse o caminho.

  1. Tenha uma “memória curta”

Não se cobre tanto. Não fique se criticando incansávelmente. Nós podemos ser nossos maiores críticos mas também podemos ser nossos maiores motivadores. Se algo deu errado ou não pôde ser consertado, esqueça. Foque no que virá e em fazer o melhor possível para que dessa vez dê tudo certo.

  1. Não espere pelo momento perfeito

É muito fácil dizer que está cansado, doente, esgotado ou até mesmo que teve um dia ruim. Mas sabe o que são todas essas coisas? DESCULPAS. Suas principais inimigas no caminho da evolução. Afinal, não existe algo como o momento perfeito.

O momento perfeito é você quem cria, quando pega todas essas desculpas e as coloca de lado para dar o seu melhor no que quer que esteja fazendo. Quando para de se comparar com os outros e foca em todo seu potencial e vontade. Quando para de se vitimizar e passa a assumir a responsabilidade pela sua vida.

A resistência mental não é sobre ser o melhor o tempo todo. Não é sobre não poder falhar ou procurar ajuda. É sobre trabalhar tão duro em si mesmo, que qualquer obstáculo se tornará pequeno. É sobre não se abalar por mais difícil que seja a situação. É sobre conseguir encarar a vida racionalmente e com sabedoria, sem ser dominado pelo emocional.